GLEMA 

Sobre a GLEMA

Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão

A Maçonaria é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista. Tem por princípios a LIBERDADE dos indivíduos e dos grupos humanos, a IGUALDADE de direitos e obrigações sem distinção de religião, raça ou nacionalidade; a FRATERNIDADE entre os homens e conseqüentemente entre povos e nações.

Seus objetivos são: a investigação da verdade, o exame da moral e a prática das virtudes. Entende por dever o respeito e os direitos dos indivíduos e da sociedade, protegendo e servindo o semelhante, resumindo o dever do homem assim: respeito a Deus, amor ao próximo e dedicação à família. O ideal maçônico preconiza a união de todos os povos, cultivando o respeito à personalidade, à justiça social e mais estreita solidariedade entre os homens.

A historia da Maçonaria no Brasil registra sua existência desde o século XIX, cuja atividade sócio-política resulta no papel decisivo na Independência do Brasil, Abolição dos Escravos e na Proclamação da República.

No Maranhão a Maçonaria está representada pela Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão - GLEMA, Grande Oriente do Maranhão - GOBMA e Grande Oriente Autônomo do Maranhão - GOAM, onde  convivem sob a égide do Tratado de União, celebrado aos 20 dias do mês de agosto 1999.

A Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão – GLEMA foi fundada em 27 de março de 1960, com três lojas agregadas: Loja Independência nº 22, em São Luís, Loja Deus e Caridade nº 24, em Codó e Loja Lauro Sodré nº 26, em São Luís, e naquela época eram jurisdicionadas à Grande Loja Maçônica do Estado do Pará, para logo depois serem renumeradas como Loja Independência nº 1 (São Luis), Loja Deus e Caridade nº 2 (Codó) e Loja Lauro Sodré nº 3 (São Luís).

Teve como endereço de sua sede, primeiro, na Rua José Augusto Correia, nº 226, sendo o endereço do seu Templo na Av. São Cristovão s/nº - bairro do Tirirical e sua Secretaria Administrativa ficava na Rua do Sol nº 141 – Centro. Seu primeiro Grão Mestre foi o Sereníssimo Grão Mestre Irmão Joaquim de Mendonça Habib, que conduziu a Potência de 1960 até 1963, no seu primeiro mandato, tendo sido reeleito para um segundo mandato de 1963 até 1966.

A GLEMA ao longo dos anos vem dando continuidade a tradição maçônica e fortalecimento da instituição como entidade essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista. Hoje  é administrada por uma equipe de Irmãos que se propõem a consolidar a atuação da Maçonaria no Estado do Maranhão, no seguimento Simbólico, Filosófico e Filantrópico, visando à educação, o progresso do homem na sociedade, liderada pelo Sereníssimo Grão Mestre Ubiratan João de Castro.